Badala Big Ben que eu tô em Londres! #sozinhanaeuropa

Continuando minha saga sozinha pela Europa, fui de Paris para Londres de Eurostar (trem-bala) e passei debaixo do Canal da Mancha. Já aviso que não dá para ver os peixinhos. É o mesmo preço do avião, até mais caro, mas preferi porque sai de dentro de Paris (Gare du Nord) e já chega numa estação dentro de Londres (St. Pancras), ou seja, sem longos deslocamentos para aeroportos. Tive dificuldade para comprar o bilhete porque não falo francês, mas um travesti me auxiliou.

Eurostar que faz o trajeto Paris-Londres sob o Canal da Mancha

Londres é sensacional, não é a toa que resolvi morar aqui duas vezes (não executei nenhum dos planos ainda). Apaixonei pela Oxford Street e me joguei nas compras como todo bom brasileiro. Eu comprava tanta coisa que na hora de voltar pra casa eu quase não conseguia carregar. Andar de metrô cheio de sacola é uó. Na Primark tive que comprar uma mala extra para caber as compras. É tudo muito barato!! A gente enlouquece! Camden Towm é fundamental no roteiro. Procurei a casa da Amy Winehouse mas não achei 🙁

Camden Town

Se você é fã dos Beatles, assim como eu, você tem que visitar a Abbey Road. Para chegar até lá desça na estação St. John’s Wood (Jubilee line) e siga pela Grove End Road alguns quarteirões até a esquina onde se localiza o estúdio. Fui perguntando pela rua e consegui chegar. Apesar de ser uma rua comum, com tráfego normal de carros, lá estarão várias pessoas atravessando de um lado para o outro tentando tirar aquela foto, portanto, não se envergonhe. Eu não tinha ninguém para tirar minha foto então não achei ruim ter conseguido esta picture fora do ângulo tradicional. Leia “Roteiro em Londres para fãs dos Beatles! All you need in London”

Abbey Road

Me locomovi de metrô (veja aqui o Mapa do metrô) e ônibus (eu não ia perder a chance de andar naqueles vermelhos de dois andares. Eu me hospedei em London Fields, na casa de um amigo (obrigada Gui!!!), e o ônibus que mais usei foi o 55 – Leyton to Oxford Circus). Visitei o museu Madame Tussauds e tirei ótimas fotos. Como estava sozinha devo ter repetido para mais de 100 pessoas “Could you take a picture please?“. O povo tira a foto numa boa. De lembrancinha trouxe estátuas do Oscar personalizadas muito legais.

Eu e Freddie Mercury no Museu Madame Tussauds
The Oscars goes to…. (Lembrança do Madame Tussauds)

O Big Ben é bem bacana. Este ano, suas famosas badaladas completaram 155 anos! Perto dele está o London Eye, bom para se ter uma vista da cidade. O giro poderia ser mais rápido, acaba sendo entediante para quem está sozinho, mas a vista é linda. Na volta, dei um rolé na pitoresca Chinatown.

London Eye

O custo de vida aqui é bem caro. Em janeiro o frio é de rachar, vi até pequenos floquinhos de neve caírem do céu. Como a minha proposta era conhecer o inverno europeu, para mim as baixas temperaturas não foram um problema. DICA DA CABRITA: Planeje bem o horário do vôo de volta. O meu saía de madrugada e o metrô pára de funcionar meia noite. tive que ir de táxi para Heathrow e vendi um rim para pagar o taxista (tipo R$ 250,00). Se não tiver outro horário contrate um transfer que fica mais barato.

Gastei muito mas valeu a pena. Viagem espetacular!

Big Ben

Gostou deste post? Siga nossas redes:

faceblogtwitterbloginstagramblog (1)