Viajando sozinha para PARIS!

Porque viajar, mesmo que sozinha, não tem preço

Tem coisa melhor do que férias? Não. Tem coisa melhor do que ter dinheiro nas férias? Não! Tem coisa melhor do que ter dinheiro e estar de férias e não saber o que fazer? Opa, pera.

Minha saga pela Europa começou por acaso. Eu fiz umas economias para visitar meu irmão no Japão, mas houve uma mudança de planos e acabei me vendo às vésperas das minhas tão sonhadas férias com dinheiro no bolso, porém sem rumo e, o que é pior, sem companhia. Aí, eu tive certeza de que o dinheiro não vale nada se não tivermos um amor…

Mentiraaa! Vale sim! Peguei meu rico dinheirinho, comprei uma passagem para França e fui ser feliz sozinha em PARIS!

Mamãe, tô em Paris !

A chegada

Ah Paris… Que cidade linda! Cheguei morta de cansaço da viagem, porque fui acometida por um pânico no avião, mas no aeroporto de Orly já comecei a me sentir em casa quando a pessoa do apoio ao turista conversou comigo em português. Abençoada seja ela, porque meu francês começa no bon jour e acaba no mercy. 

Conheci alguns brasileiros no aeroporto e seguimos de ônibus até a região central. Em seguida peguei um táxi até o Hotel Vintimile, em Opéra, onde me hospedei por uns 5 dias. Eu sei que quem viaja sozinho prefere hostel, mas eu preferi um hotel por questões de segurança, por ser minha primeira viagem solo e pra eu ter um banheiro só para mim! É um hotel antigo mas a localização é perfeita, próximo à estação de metrô Place de Clichy. Veja aqui o mapa do metrô de Paris. Em um pulo, eu estava no Archo do Triumphi.

Archo do Triumphi

O primeiro passeio

No meu primeiro rolé em Paris já caí, por acaso, dentro da tradicional pista de patinação em frente ao Hotel de Ville. Eu adoro patinar e para quem vive no Brasil-varonil-40 graus uma pista a céu aberto é um oásis do inverno!

Pista de patinação no gelo à céu aberto em frente ao Hotel de Ville

As pontes

Cada canto de Paris é uma obra de arte. Por isso se diz: a cidade por si só já é um belo museu. É muito romântica, mas passar por lá sozinho não diminui o glamour. Só não tive como deixar meu cadeado do amor na Pont Des Arts (o que não faz a menor diferença já que a prefeitura de Paris mandou retirar os cadeados).

Pont des Arts

Por falar em pontes, Paris tem 37 pontes sobre o Rio Sena! A mais bonita delas é a Pont Alexandre III construída entre 1896 e 1900. Foi aqui que a Adelle gravou o clipe de Someone Like You.

Pont Alexandre III

A catedral

A Catedral de Notre Dame é divina. Localizada na Île de la Cité, recebe mais de 13 milhões de turistas por ano.  A entrada é gratuita. Ela fica aberta todos os dias das 8h às 18:45h e nos fins de semana até as 19:15h. É possível visitar as torres e conhecer a arquitetura gótica e as famosas gárgulas (OBS: não adianta procurar o corcunda de Notre Dame. Ele só existe na imaginação de Victor Hugo).

Gárgula de Notre Dame

O museu

O Museu do Louvre está entre os museus mais visitados do mundo. Funciona segundas, quintas e fins de semana, das 9h às 17h30 e quartas e sextas, das 9h às 21h15. São mais de 35 mil obras em exibição. O museu é dividido em 8 departamentos. Que eu me lembre, eu visitei os departamentos 1-Egito, 2-gregos, etruscos e romanos e 3-pinturas italianas. Vênus de Milo, de autor desconhecido, dá uma banho na amiga Mona Lisa, de Leonardo da Vinci.

Louvre

A torre

Por fim, Torre Eiffel! Ela é tao sensacional que fui vê-la todos os dias. Na verdade ela foi construída para ser uma instalação artística e seria desmontada. Mas acabou que alguém com noção resolveu deixá-la permanentemente na cidade! 😉

Dicas finais

1-Conheça os pontos turísticos de dia e de noite

2- Aprenda umas palavrinhas em francês, os franceses ficam felizes e com boa vontade para ajudar ! Exemplos:

Bonjour: Bom dia  /  Bonsoir: Boa noite  /  Bonne nuit:Boa noite (antes de dormir)  /  Salut:Oi/Ola  /  Au revoir: Ate a vista!  /  S’il vous plaît: Por favor (formal / informal)  /  Merci: obrigado  /  A bientôt: Até logo  /  Pardon: !Perdão!  /  Excusez-moi: ! Perdoe-me!

Visite Paris mesmo que sozinho e ARRASE!

De Paris segui para Londres, leia Badala Big Ben que eu tô em Londres!

Saiba porque visitar Paris no inverno!