Arraial D’ajuda e Trancoso! A Bahia é linda até debaixo d’água

Se não der praia, vamos para o bar

Eu conhecia grande parte do Nordeste, mas o litoral da Bahia ainda não. Há muito tempo tinha passado por lá voltando de uma viagem, mas não me lembrava de quase nada. Então, eu e meu namorado tiramos alguns dias de folga no mês de setembro para conhecer a bela Arraial D’Ajuda. Compramos um pacote pelo Surpreenda Mastercard (naquele esquema compre 1, viaje 2) e pagamos bem barato, uma bagatela eu diria.

Hospedamos no Hotel Aquarela, que tem localização estratégica (de frente para a balsa que liga a Porto Seguro e de frente para o ponto das vans que levam ao centro de Arraial, Trancoso, etc) e está de frente para a praia da Ponta do Apaga Fogo. Não é perto para ir à pé ao centro histórico. Do aeroporto para o hotel utilizamos um serviço de transfer oferecido pelo pacote. Dos 10 dias que ficamos, choveu 5. Você programar uma viagem o ano inteiro e pegar chuva metade dos dias é muito desaforo de São Pedro. Mas Arraial é um lugar encantador até debaixo d’água e foi muito legal mesmo assim, tá?!!

Arraial D’Ajuda com chuva 🙂

Nos dias em que não deu praia nos dedicamos à engorda. Se for analisar que foram cinco dias, deduz-se que engordei uns 15 kg… (brinks) Recomendo o Restaurante Manguti e o Restaurante Brazil, ambos na rua Mucugê. Comida boa e preço acessível. Se por acaso você se hospedar no mesmo hotel que eu jamais vá à pizzaria ao lado do hotel. Vi mickeys lá! Muitos deles. 🙁 O bom é que não chove o tempo todo. O sol há de aparecer, aproveite essas brechas para os programas turísticos ao ar livre. Veja mais dicas de onde comer AQUI.

O que fazer em Arraial D’Ajuda:
Largo D’Ajuda
No centro histórico da vila, está a famosa igreja Matriz de Nossa Senhora. Aproveite para ver as casinhas coloridas, amarrar sua fitinha na grade no fundo da igreja e agradecer à Deus por você estar de férias na Baêa!
Amarre sua fitinha na grade no fundo da Igreja e aproveite a vista
Praias
Pitinga, Parracho, Mucugê, Taípe, dos Pescadores, da Lagoa Azul, Pinga-Fogo. São várias praias lindas para se conhecer e nadar de braçada – durante a estiagem.
Praia do Mucugê
Rua Mucugê
Considerada uma das ruas mais charmosas do país. Tem vários bares, restaurantes, lojas. Delícia de dar rolé até mesmo de sombrinha. Quase perdi meu namorado por lá para a mocreia da Jessica (nojo).
Meu bofe dando mole para Jessica Rabbit na Rua do Mucugê
Passeios
Aproveite para conhecer Trancoso, Caraíva e a Praia do Espelho. Vans saem em horários determinados do ponto perto da balsa.
Em um dia de sol fomos à Trancoso e realmente é um lugar MÁRA (tirando os milhares de adolescentes vidaloka que desciam aos bandos dos ônibus de excursões). Não deu para visitar Caraíva porque a chuva prejudicou o acesso.
Trancoso
Arraial D’Ajuda Eco Parque:
Tem área de 70 mil m² e oferece brinquedos importados da canadense Proslyde, líder mundial em equipamentos para parques aquáticos. No site está escrito que “Eles garantem a diversão para jovens de 0 a 100 anos” (Não imagino vovós descendo nos toboáguas but ok, elas podem utilizar a piscina). OBS: Se estiver frio repense sua visita. Quase tive uma hipotermia. As filas dos toboáguas ficam no alto, no vento, no frio brrrrrrrrrrr….
Passarela do Alcool:
Fica em Porto Seguro (só atravessar a balsa). Ótimo lugar para passear à noite, olhar as lojinhas e comprar muitas bugingangas, cangas, roupinhas, lembrancinhas, artesanatos, etc…
Considerações finais:
Apesar de não ter feito o calor de Senegal, nossa viagem foi muito bacana e voltamos para Minas decididos a conhecer mais da Bahia (num mês fora da temporada de chuvas).  😀
Cortesia do BLOG: “Todo dia de festa na Bahia! E o trio irradia alegria! E o farol que ilumina Salvador eô eô!”  –> Música para ficar na sua cabeça.
Você vai gostar de ler meu relato sobre a fantástica Ilha de Boipeba (onde também pegamos chuva, mas não perdemos o bom humor!) e o post “Bahia: o que fazer em Porto Seguro, Arraial D’ajuda, Trancoso, Caraíva e Corumbau”