Alemanha – Visitando os campeões do mundo

A gentileza e a educação dos alemães ficaram muito destacadas para nós brasileiros em função da final da Copa do Mundo 2014 quando fomos bombardeados por milhares de gols em milésimos de segundos (e enquanto você lia isso, mais um gol da Alemanha…). Até então, para a maioria de nós, eles eram apenas os cervejeiros que gostavam muito de carros e velocidade. Hoje eles têm todo nosso respeito já que venceram com humildade sem sapatear na nossa cara.

Que a Alemanha é muito mais do que futebol nós já sabemos, então nesse post vamos conhecer de forma geral algumas cidades turísticas, costumes e curiosidades. Meu correspondente especial Telêmaco Pompei, marido de minha irmã Cristina Abritta, esteve lá durante a Copa e me forneceu valiosas informações com as quais construí esse relato. As fotografias maravilhosas que ilustram essa matéria também foram gentilmente cedidas à minha pessoa.

O alemão é um povo discreto (na deles) mas super receptivo. Nos restaurantes e hotéis everybody speaks english. Nas ruas, a grande maioria das pessoas também fala, portanto, tendo fluência em inglês, você não terá problemas de comunicação. Mas se você não tem intimidade com o idioma não se preocupe, vai na fé. Tenho uma irmã que não fala nada e bateu o maior papo com um sul africano no nosso voo para o Japão (leia aqui sobre essa viagem). Deus sabe como se deu essa comunicação.

Munique. Alemanha sua linda!

DESLOCAMENTO: A viagem foi realizada em julho de 2014, verão na Europa. Eles percorreram Berlin, Potsdam, Dresden, Munique, Fussen, Lörrach e Frankfurt. O trajeto foi feito de carro alugado. Na comparação entre carro e trem, o automóvel (para 4 pessoas) ficou mais barato mesmo com custo de aluguel, gasolina e estacionamento. Dentro das cidades eles rodaram a pé e de transporte público. A dica do cunhado para poupar pernas e tempo é o ônibus turísticos hop-on hop-off que tem nas grandes capitais turísticas. Neles você tem a oportunidade de conhecer os principais pontos da cidade, embarcar e desembarcar onde bem entender.

CURIOSIDADE: nas estradas da Alemanha (conhecida como Autobahn) o limite de velocidade é o infinito! São estradas maravilhosas, onde você pode utilizar todo o potencial do motor de seu carro. “Estávamos indo de Lörrach para Frankfurt numa dessas estradas, quando avistamos uma Ferrari azul a nossa frente. Acelerei tudo que o nosso carro 2.0 pôde e conseguimos fazer uns 200 km/h. Quando estávamos próximos à tal Ferrari o motorista percebeu que queríamos ultrapassar e acelerou! Em questão de segundos a Ferrari desapareceu. E eu acelerando ainda mais e mais o carro a 200 km/h nem consegui ver mais a tal Ferrari”, lamentou Telêmaco. (Desculpa, RI ALTO! HAUAHUAHAUHAUHA)

RANGO: Vale destacar as salsichas e o famoso joelho de porco. Quanto as salsichas vale pedir todas e com todos os tipos de mostarda. Já o joelho de porco tem dois tipos: um cozido e outro assado. Vale pedir acompanhado da cerveja de trigo (weiss) tanto a clara como a escura (dunkel). Aliás cerveja é o que não vai faltar numa viagem à Alemanha.

CIDADES TURÍSTICAS:

BERLIM: Vale a pena fazer um tour pelo centro histórico. Para hospedagem o ideal é procurar um hotel próximo ao centro onde estão as atrações turísticas e você poderá bater canela à vontade. Cerca de 500 mil pessoas na cidade usam bicicleta para se locomover nos quase 800km de ciclovia! Você também pode alugar sua bike para dar um rolé ou pegar um taxi-biker para agilizar o deslocamento.

Catedral de Berlim
Muro de Berlim

POTSDAM: faz divisa com Berlim e é conhecida por seu legado histórico. Foi residência dos reis da Prússia e tem uma grande quantidade de belos parques e palácios. “É a Versalhes alemã. Vale a visita”, afirma nosso correspondente.

Potsdam

DRESDEN: é a capital da Saxônia. Localizada ao sul a 192 km de Berlim. Foi totalmente arrasada na II Guerra Mundial. É considerada uma das mais belas cidades da Alemanha. No século XVIII se tornou a capital cultural. Em Dresden houve um incidente de viagem que poderia ser trágico se tivesse acontecido em um país menos civilizado: a bolsa da máquina fotográfica foi esquecida na pizzaria com chaves, documento do carro e fotos maravilhosas. Uma hora depois a bolsa estava cuidadosamente guardada pelos funcionários esperando o dono buscá-la. Mais um gol da Alemanha.

Dresden
Dresden

MUNIQUE: localizada aos pés dos Alpes, é a capital da Baviera, a festiva terra da cerveja (uma cerveja por favooooooooooor!). Esbanja simpatia e leva um estilo de vida diferente do resto do pais. Uma cidade muito agradável e receptiva. Dica de restaurante: Zum Franziskaner de comida tradicional. As cervejas também são destaque da casa.

Telêmaco e Cristina em Munique
Restaurante Zum Franziskaner

LÖRRACH: A passagem por Lörrach foi especialmente para assistir ao show de Sir Elton John. “How woooonderful life is while you’re in the world” <3

Show de Sir Elton Jonh em Lörrach

FRANKFURT: está localizada no coração da Alemanha. Também foi toda reconstruída depois da II Grande Guerra Mundial (a guerra arrasou geral, né?). A dica é ficar próximo ao centro histórico para visitar a pé toda a área. E vale uma cervejinha nas margens do rio Meno. Muitas cervejinhas, afinal você está na Alemanha uhuuuuu!

Frankfurt
Cidade Velha de Frankfurt
Cervejas!!!!!!!!!!!

Tudo muito bonito, né! Para finalizar o relato a pergunta que não quer calar: como foi ver a final da Copa do Mundo lá?

“Foi muito interessante uma vez que pude compartilhar uma experiência fantástica que é assistir a final da Copa 2014 no país que disputava. Vale a pena refletir sobre a cultura alemã em relação ao futebol, eles encaram como um esporte qualquer e não como uma filosofia de vida ou amor a pátria”.

E mais um gol pra Alemanha…