Batalha de chefs do Mercado Central de Belo Horizonte

Vencedor da competição realizada com estudantes de gastronomia será conhecido na sexta-feira

Outro dia recebi um presente do Mercado Central super bacana. No kit, veio um avental lindo para eu me jogar na cozinha da minha casa nova! Foi então que eu conheci a série “O Melhor do Mercado – uma batalha de chefs”, lançada no Canal do Mercado Central no Youtube.

Funcionou da seguinte maneira: oito alunos de gastronomia da capital foram selecionados para 5 provas temáticas. Eles receberam as instruções do chef Eduardo Maya e, de acordo com o tema da prova, tiveram que comprar os ingredientes no mercado e preparar um novo prato. A cada disputa, três jurados especializados avaliaram os pratos e dois participantes foram sendo eliminados.

Ao todo serão seis episódios e apenas um novo chef será vencedor. O resultado final será divulgado nesta sexta-feira, 11/12/2015, quando será realizada a última edição da Feira Gastronômica Mercado Central – Aproxima.

Foto: Mercado Central / Divulgação
Foto: Mercado Central / Divulgação

Conheça os oito participantes desta edição:

Leandro Robert
Antes de se tornar um cozinheiro profissional, Leandro seguia carreira na área administrativa e cozinhar era sua válvula de escape do estresse do dia a dia. Resolveu mudar de profissão e escolher o que realmente gostava: a gastronomia. Buscou ter mais conhecimento, decidiu cursar a faculdade e em pouco tempo conquistou a vaga de estagiário em um restaurante. Hoje, aos 26 anos, trabalha em uma cervejaria, é um apreciador de cervejas artesanais e gosta de cozinhar com os ingredientes da bebida. “Acho que o programa vem pra coroar o final do curso, coroar esse ciclo que iniciei no início do ano passado e acho que vai ser uma experiência importante”.

Eduardo Ribeiro
Cozinheiro, 24 anos, trabalha em um restaurante de culinária mineira. A paixão pela culinária começou desde muito cedo pela influência do pai e da avó. Aos 16 anos começou a trabalhar em outra área, mas sempre estava na cozinha, “por gostar de ver as outras pessoas comendo a sua comida sentindo aquele prazer na hora, aí vi que era algo que não queria manter somente em casa, eu queria levar isso além da minha vida”. Abandonou a antiga profissão e decidiu se especializar. Na faculdade recebeu a proposta de participar do reality do Mercado Central, que considera ser uma grande oportunidade na sua carreira.

Guilherme Batista
Natural de Contagem, Guilherme tem 23 anos e aprendeu a pilotar o fogão com a avó, desde muito cedo, aos 6 anos. Ele se lembra de ter um sonho de infância, de abrir uma omeleteria. Foi atleta de voleibol, entrou para faculdade de engenharia, mas aos 21 anos decidiu seguir outro caminho. E foi cozinhando em casa que descobriu sua verdadeira vocação. Para Guilherme a gastronomia “é uma coisa bem especifica, quem tá dentro sente e às vezes quem está de fora já não consegue sentir a mesma coisa que a gente sente, a adrenalina, a tensão, a coisa do calor que é fantástica, é assim algo sublime”. Sua expectativa para o programa são as melhores possíveis e acredita que haverá uma boa competição entre os participantes.

Ronei Chaves
Cozinheiro e Sushiman, aos 30 anos Ronei já possui doze anos de experiência. No interior de minas, aprendeu a cozinhar com a mãe no fogão de lenha. Aos 17 anos conquistou seu primeiro emprego em uma churrascaria. Trabalhou em restaurantes de culinária japonesa e italiana e em uma cozinha industrial. Formou-se técnico em nutrição mas decidiu ir além e cursar a faculdade de Gastronomia. “O mercado exige mais de um profissional que quer se destacar, então decidi ingressar na universidade”. Ronei está no segundo período e conta que várias oportunidades sugiram após ingressar no curso, entre elas participar do reality do Mercado Central:“uma coisa diferente que está acontecendo na minha vida, espero que dê tudo certo”.

Regilene Coelho 
Maranhense, Regilene vive em Minas Gerais há 18 anos. Sua história com a cozinha começou lá no Maranhão, com a culinária regional. Seu pai exerceu grande influência na sua profissão, ele mesmo plantava, cultivava e colhia todo alimento da família. Em Minas, Regilene conseguiu realizar seu grande desejo de fazer o curso de cozinheira e iniciar a carreira. “Trabalhei em vários restaurantes e decidi entrar na faculdade de gastronomia, hoje estou quase me formando e surgiu essa oportunidade. É uma honra, entre muitos alunos da minha faculdade que são bons também.”

Daniela Neves
Cozinheira, 22 anos, Daniela decidiu seguir a profissão aos 17 anos, após se formar no ensino médio. A culinária sempre esteve presente na sua vida, aprendeu a cozinhar com os pais e na cidade de Barbacena surgiu a oportunidade de cursar a faculdade de gastronomia. De volta a Belo Horizonte, conquistou o primeiro emprego na área. “Eu adoro cozinhar, eu amo. A melhor coisa quando a gente cozinha é servir as pessoas e elas gostarem, é você ver nelas o prazer quando gostam da sua comida”. Participar do programa é uma experiência nova e importante na carreira.

Larissa Ravaiane
Larissa é natural de Piedade de Ponte Nova, cidade da Zona da Mata. Enfermeira de formação, era funcionária concursada mas não estava satisfeita com a carreira. Cozinhar sempre foi uma paixão e junto com o irmão, também enfermeiro, abriu um pequeno bistrô, que fez muito sucesso. Decidiu então se especializar na área, criou coragem para pedir licença do trabalho e, com apoio da família, veio para Belo Horizonte para estudar. Larrisa destaca que “a gastronomia para mim não é uma profissão, não consigo ver assim. Pra mim é mais que uma profissão, eu já tinha uma profissão, mas a gastronomia tá na minha vida, me faz relaxar, eu me sinto bem nesse ambiente. Ser convidada para o reality show no mercado é um marco na minha vida, um divisor de águas”.

Daniela Ribeiro
Aos 38 anos Daniela descobriu sua verdadeira vocação. Antes cursou técnico em Química e Relações Públicas, mas sentia que não havia encontrado a profissão que queria seguir. Com o nascimento do filho ela passou a ficar mais tempo em casa e começou a cozinhar, se interessou pela área e procurou se especializar. Com apoio do marido decidiu entrar na faculdade de gastronomia. “Nunca imaginei de tá aqui participando de um reality show, porque você faz uma coisa que você gosta, mas você não imagina que vai destacar assim tão no início. A expectativa é muito grande, estou muito feliz de estar aqui e só de estar entrando mais nesse mundo gastronômico, com Eduardo Maya e os chefs que vão estar aqui… tô achando uma experiência e tanto”.

Acesse o Canal e confira a batalha!

Fonte: Mercado Central