Como montar sua adega em casa

Bebida milenar degustada em todo o mundo deve ser conservada corretamente 

O vinho é uma bebida milenar, criada antes mesmo do advento da escrita. Citado várias vezes no Antigo Testamento, ao longo de milênios acabou se tornando uma das bebidas mais consumidas no mundo. Hoje é muito utilizado em encontros românticos e para harmonizar com massas, por exemplo. Por outro lado, a bebida revelou-se saudável e na quantidade ideal ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares. Mas, para que ela continue saborosa e com suas propriedades mantidas, é preciso armazená-la em um bom local.

Fonte: Pixabay
Fonte: Pixabay

“A melhor maneira de conservar o vinho é na adega. O líquido não pode ter contato com calor, luminosidade ou oxigênio e, por isso, a adega não deve estar próxima do fogão, micro-ondas, churrasqueira ou lareira”, explica a arquiteta Lilian Farjado.

Ela explica que, antes de montar uma adega em casa, é preciso seguir algumas recomendações. “O local ideal é no porão da casa, sem janela. Quem não tiver esta opção pode adquirir uma adega climatizada. Elas estão disponíveis em vários tamanhos e formatos e podem estar embutidas no mobiliário. Existem modelos clássicos, inovadores e até retrô”, frisa.

wine-853109_640
Fonte: Pixabay

Estrutura
Segundo a especialista, os materiais naturais são muito utilizados nos projetos de adegas, como a madeira, a pedra, o tijolinho aparente e o concreto. A iluminação deve ser indireta. “De preferência, com o uso de lâmpadas LED, pois não geram calor. Não esqueça de deixar um espaço próximo da adega para guardar os acessórios, como saca-rolhas, tábua de frios e taças. É importante observar o espaço disponível no ambiente e o lado de abertura da porta da adega para não comprometer a circulação”, ressalta Lilian.

Temperatura
O controle da temperatura e da umidade é essencial para a preservação do vinho. “A temperatura ideal deve estar entre 14°C e 16°C e a umidade deve estar entre 70% e 80%. Se a adega estiver muito úmida, favorece o desenvolvimento de fungos na rolha. E, se a adega estiver muito seca, provoca o ressecamento da rolha e a entrada de oxigênio”, explica Lilian.

Segundo ela, é preciso evitar as vibrações e os fortes odores para não estragar o vinho. “As garrafas com rolhas de cortiça devem ser guardadas na horizontal, com uma leve inclinação, de forma que o líquido esteja irrigando a rolha para que ela não resseque. Não é recomendado guardar os vinhos na geladeira, porque a porta é aberta e fechada várias vezes ao dia, com variação de temperatura e umidade, além de a vibração do motor e do cheiro dos alimentos prejudicarem a conservação do vinho”, ensina.

Disposição
Uma dica para facilitar a disposição das garrafas é colocar os vinhos brancos e mais jovens na parte inferior da adega, os vinhos tintos e mais velhos na parte superior e os licorosos em pé. Na hora de escolher, opte por adegas que comportem acima de 20 ou 24 garrafas para evitar a falta de espaço.

(Fonte: O Tempo / Renata Abritta / 06/12/2015)