Festival Internacional de Música Histórica de Diamantina recebe inscrições para mini-cursos e oficinas gratuitas

São oferecidas aulas de órgão, canto, pífanos, cordas friccionadas, cordas dedilhadas, viola caipira (para iniciantes e avançados), construção de pandeirões e percussão

De 19 a 28 de fevereiro, a riqueza da música tradicional de origens ibéricas no Brasil ganha lugar de destaque na cidade de Diamantina, no interior de Minas Gerais, com a realização da segunda edição do Festival Internacional de Música Histórica – De la Mancha ao Sertão: o Ibérico na tradição musical do Brasil. O evento reunirá em sua programação concertos, aulas-espetáculos, cursos, ciclos de debates e oficinas, proporcionando ao público uma experiência além da música em si, trabalhando, também, o pensamento e o estudo acerca da música histórica – seu percurso, suas vertentes, seus compositores – possibilitando, assim, a formação e aprendizado dos espectadores. Toda a programação tem entrada gratuita.

Professor de pífano, Daniel Magalhães. Foto: Daniel Protzner / Divulgação
Professor de pífano, Daniel Magalhães. Foto: Daniel Protzner / Divulgação

Em sua segunda edição, o Festival adota o termo “Música Histórica”, substituindo a expressão “Música Antiga” utilizada na edição anterior, como forma de integrar, para além da música erudita, registrada em partituras, os saberes passados de geração a geração pela tradição oral e o conhecimento popular, típico do sertão brasileiro. Para o diretor artístico do Festival, Marco Brescia, a mudança visa “abarcar o fazer musical disseminado pela tradição oral, ancestral, vernacular, custodiada pelas gentes dos Sertões do Brasil, que juntos conformam o riquíssimo arcabouço da cultura brasileira mais autêntica”.

O Festival contará com importantes nomes nacionais e internacionais, que permitirão ao público uma oportunidade singular de acesso à música histórica, por meio de concertos e do diálogo nos cursos, debates e oficinas. “A presença de especialistas nas mais diversas disciplinas conformam uma oferta de programação ampla e coerente, que busca entender o Brasil e suas raízes históricas“, complementa Marco Brescia.

Ivan Vilela - Crédito Festival Internacional de Música Histórica de Diamantina_Divulgação
Ivan Vilela, professor de viola caipira. Foto: Festival Internacional de Música Histórica de Diamantina / Divulgação

A programação de oficinas e cursos conta com atividades relacionadas a prática de orgão, canto, pífanos, cordas friccionadas, cordas dedilhadas, viola caipira (para iniciantes e avançados) e construção de pandeirões e percussão. As atividades serão ministradas por convidados nacionais e internacionais, como Cristina García Banegas (Uruguai), Delia Agúndez (Espanha), Carles Magraner (Espanha), Robert Cases (Espanha), Ivan Vilela (Brasil) e Pau Ballester (Espanha). As inscrições são gratuitas e já estão abertas no site:www.musicahistoricadiamantina.com

PROGRAMAÇÃO MINI-CURSOS E OFICINAS II FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICA HISTÓRICA DE DIAMANTINA

Órgão

Professoras: Edite Rocha (PRT/BRA)/ Cristina García Banegas (URY) 

Local: Igreja do Carmo

Datas e Horários: 22/02 – 14h00 | 17h00

23/02 – 9h00 | 12h00 e 14h00 | 17h00

24/02 – 9h00 – 12h00

Vagas: 12 alunos executantes e número livre de alunos ouvintes

Pré-requisitos para alunos executantes:  organistas, cravistas e pianistas. Descrever a experiência e/ou formação prévia. Para a seleção,será considerada a ordem de chegada das inscrições juntamente com a devida experiência prévia descrita pelo candidato.

 

Canto

Professora: Delia Agúndez (membro do grupo Capella de Ministres – ESP) 

Local: Teatro Municipal Santa Izabel

Datas e Horários: 22/02 e 23/02 – 9h00 | 12h30

Vagas: 15 alunos executantes e 10 alunos ouvintes

Pré-requisitos para alunos executantes: mínimo de 1 ano como aluno de canto de escola de música ou de professor particular, ou experiência prática como cantor(a), podendo ser em canto popular ou erudito. Para a seleção, será considerada a ordem de chegada das inscrições juntamente com a devida experiência prévia descrita pelo candidato.

Cordas friccionadas

Professor: Carles Magraner (diretor do grupo Capella de Ministrers -ESP)

Local: Casa de Chica da Silva

Datas e Horários: 22/02 e 23/02 – 9h00 | 12h30

Vagas: 12 alunos executantes e 12 alunos ouvintes

Pré-requisitos para alunos executantes: mínimo de 3 anos como músico instrumentista e/ou estudante de violino, viola de orquestra, violoncelo, gamba). Descrever a experiência e/ou formação prévia. Para a seleção, será considerada a ordem de chegada das inscrições juntamente com a devida experiência prévia descrita pelo candidato.

 

Cordas dedilhadas

Professor: Robert Cases (membro do grupo Capella de Ministres – ESP)

Local: Casa de Chica da Silva

Datas e Horários: 22/02 e 23/02 – 9h00 | 12h30

Vagas: 25 alunos executantes e 10 alunos ouvintes

Pré-requisitos para alunos executantes: mínimo de 3 anos como músico instrumentista e/ou estudante de violão, bandolim, cavaquinho, viola caipira, teorba ou outros instrumentos de cordas dedilhadas. Descrever a experiência e/ou formação prévia. Para a seleção, será considerada a ordem de chegada das inscrições juntamente com a devida experiência prévia descrita pelo candidato. 

Percussão

Professor: Pablo Ignacio Ballester (membro do grupo Capella de Ministres – ESP)

Local: Museu do Diamante

Datas e Horários: 22/02 e 23/02 – 9h00 | 12h30

Vagas: 25 alunos executantes

Pré-requisitos: não há pré-requisitos. Será respeitada a ordem de chegada de inscrições.

 

Viola caipira (iniciantes)

Professor: Ivan Vilela (BRA) 

Local: Casa da Glória

Datas e Horários: 22/02 a 26/02 – 9h00 | 10h00

Vagas: 15 alunos executantes 

Pré-requisitos: não há pré-requisitos. Serão aceitos alunos com viola de 10 cordas, violão, ou quaisquer instrumentos de cordas dedilhadas, interessados nos toques e afinações da viola caipira. Será respeitada a ordem de chegada de inscrições.

 

Viola caipira (avançado)

Professor: Ivan Vilela (BRA) 

Local: Casa da Glória

Datas e Horários: 22/02 a 26/02 – 10h00 | 12h00

Vagas: 15 alunos executantes e 10 ouvintes

Pré-requisitos para alunos executantes: mínimo de 1 ano como músico instrumentista e/ou estudante de viola de 10 cordas. Descrever a experiência e/ou formação prévia. Será considerada a ordem de chegada das inscrições juntamente com a devida experiência prévia descrita.

 

Pífanos 

Professor: Daniel Magalhães (BRA)

Local: Casa de Chica da Silva

Datas e Horários: 25/02 e 26/02 – 9h00 | 12h30

Vagas: 25 alunos executantes 

Pré-requisitos para alunos executantes: não há pré-requisitos e não é necessário que os interessados tenham conhecimentos em instrumentos de sopro ou possuam instrumentos. No mini-curso, serão confeccionados pífanos. Será respeitada a ordem de chegada de inscrições.

 

Construção de pandeirões

Professor: Carlinhos Ferreira (BRA)

Local: Museu do Diamante

Datas e Horários: 20/02 – 9h00 | 13h00

21/02 – 9h00 | 11h00

Vagas: 25 alunos

Pré-requisitos para alunos executantes: não há pré-requisitos. Será respeitada a ordem de chegada de inscrições, porém os alunosparticipantes da oficina de percussão terão prioridade no preenchimento das vagas.

 

Observações:

·      Todos os cursos são gratuitos.

·      Para todos os mini-cursos, as vagas serão ocupadas por ordem de inscrição, observando-se os pré-requisitos específicos. Os excedentes ficarão em lista de espera e poderão ser convidados a participar até o dia de início das atividades.

·      Os mini-cursos de construção de pandeirões e de pífanos incluem os materiais necessários para confecção dos instrumentos.

·      Cada aluno participante dos demais mini-cursos de práticas instrumentais deve levar seu próprio instrumento.

·      Para alunos que não morarem em Diamantina, está sendo disponibilizada hospedagem gratuita solidária. Consulte as condições na aba “serviços” do site do festival(http://www.musicahistoricadiamantina.com/#!blank/tvxbd).

Serviço

2º Festival Internacional de Música Histórica – De la Mancha ao Sertão: o Ibérico na tradição musical do Brasil.

19 a 28 de fevereiro de 2016

Diamantina – Minas Gerais

Informações www.musicahistoricadiamantina.com

(Via assessoria)