Dengue, Zika ou Chikungunya: o próximo pode ser você!

Casos das doenças se multiplicam a cada dia, sistema de saúde está abarrotado e mosquito continua se proliferando descontroladamente

Pixabay
Pixabay / Divulgação

A epidemia de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti está rolando solta no Brasil e cada dia mais se aproxima de cada um de nós. Todos os dias, alguém que conhecemos é acometido pela doença. Nos resta esperar quando será a nossa vez. Em 2016, Minas Gerais registrou (até o dia 29/02) 124.729 casos prováveis de dengue.

Neste momento, enquanto escrevo, várias pessoas com quem precisei me comunicar no últimos dias estavam mal por causa de um desses vírus: alguns colegas de trabalho, uma amiga blogueira, a veterinária do Orion, uma fonte que eu precisava entrevistar em Betim e numerosos colegas de Facebook. Transcrevo aqui o relato da Rosângela Sottomaior Alves, 49 anos, design gráfico, que resume bem o surto que a saúde pública brasileira está vivendo e serve de alerta para toda a população.

“Virei estatística do Zika Vírus! Ontem cheguei ao Pronto Socorro do Mater Dei Contorno (que estava lotado de pacientes de todas as idades, de crianças à idosos). Fiquei de 22h20 da noite às 05h da manhã. Fui muito bem atendida dentro do possível. O atendimento estava lento em vista de tantos casos, e a equipe do Materdei, se desdobrando para atender a todos. Segundo a médica, 90% dos atendimentos têm como motivo a infecção por vírus da Dengue, Zica ou Chikungunya. Vi gente desmaiando ao meu lado enquanto aguardava atendimento. A cena não sai da minha cabeça. E estou falando de um hospital particular, cujos funcionários estavam super empenhados em ajudar todos! Imagina como deve estar no SUS.

Portando, atenção: PROTEJAM-SE, PROTEJAM AS CRIANÇAS E OS IDOSOS e tomem as medidas necessárias para eliminar os focos do mosquito. A epidemia está séria, de fato! Procurem um posto de saúde em caso dos seguintes sintomas: DOR DE CABEÇA e NUCA (fortes), FEBRE, DOR NAS ARTICULAÇÕES, DOR E ARDÊNCIA NOS OLHOS, VÔMITO, DIFICULDADE PARA RESPIRAR, DOR ABDOMINAL, CÂIMBRA E FORMIGAMENTO NOS PÉS E MÃOS etc. Protejam suas casas dentro do que é orientado: não deixem água acumulada (parada), usem repelentes! 

FICA AQUI MEU ALERTA! Enquanto só acompanhamos por noticiários, não temos a exata noção da gravidade. Aproveito para agradecer a toda equipe do MATER DEI pelo EXCELENTE atendimento” – Rosângela Sottomaior Alves, 49 anos, design gráfico

mosquito-542156_640
Pixabay / Divulgação

Conheça o Dicas da Cabrita, siga-nos no Instagram, no Twitter e no Face! <3

faceblogtwitterbloginstagramblog (1)