A calcinha ideal para o seu tipo de corpo

Modelo certo para seu corpo pode fazer a diferença no quesito conforto e garantir o sucesso do look

Na hora de escolher o seu look do dia, não adianta só cuidar da embalagem. É importante também dar atenção especial às lingeries. Se escolhidas de forma correta, elas valorizam o corpo e as formas, além de conferirem conforto e um toque de sensualidade.

Para ajudar na escolha da calcinha ideal para seu tipo de corpo, Juliana Moraes, diretora do grupo AFL, dá as dicas para não fazer feio. 

Quadril estreito 

Quem possui esse tipo de quadril pode usar várias modelagens, desde as string, confortáveis, pequenas e que não marcam o bumbum, até as cavadas; as de cintura baixa e as hipster.

Boneca: Modelo de cintura baixa e lateral larga. Esse modelo consegue disfarçar a barriguinha, modela o quadril, não marca o corpo, nem a roupa.

Divulgação
Modelo boneca. Divulgação

Quadril médio 

Esse quadril também se adapta aos vários tipos de modelagens de calcinhas, desde tangas às modelagens hipster.

Tanga: É um modelo intermediário, mas com cobertura no bumbum. Essa modelagem é a mais escolhida entre as mulheres. Com laterais duplas, dispensa o uso do elástico que, muitas vezes, se torna o vilão para as mulheres que possuem gordurinhas no quadril. É confortável, não deforma o corpo e é linda.

calcinha tanga
Modelo tanga / Divulgação

Quadril largo 

Para as mulheres de quadril mais avantajado, o melhor é optar por calcinhas que não marquem, de preferência as de laterais mais largas.

Biquini: É uma modelagem padrão e mais comum, sendo indicada para todas as mulheres. São confortáveis e tem uma boa cobertura.

Modelo biquini. Divulgação
Modelo biquini. Divulgação

Com culote: Para a mulher que possui culote, o adequado é usar uma calcinha que modele os quadris com laterais largas, em tecidos fortes e resistentes. As tangas com cós de renda são uma ótima opção, pois ajudam a modelar sem apertar.

calcinha
Modelo tanga / Divulgação
langerie
Pixabay/Divulgação

Pernas curtas

Juliana Moraes também dá dicas para quem tem pernas curtas, “a mulher mais baixa deve evitar os modelos boxer, eles encurtam ainda mais as coxas”, afirma. Um bom truque é usar calcinhas e corpetes modeladores: eles comprimem os culotes e o abdômen, disfarçando as gordurinhas.

Quando se trata de realçar a sensualidade, um modelo que ganha destaque é a calcinha fio dental. “Além de deixar a mulher mais sexy, a fio dental também pode ser usada na academia ou práticas esportivas”, relata Juliana.

Conforto

Segundo ela, é fundamental, na hora de escolher a calcinha, olhar no espelho e verificar se está tudo no lugar. O tamanho ideal é o aquele que não aperta os quadris e, logo, não marca o corpo. É importante tomar cuidado para o modelo não ficar largo à ponto de sair do lugar, franzir e marcar o look. A opção para não marcar o corpo é optar por modelos sem elástico e, que, não realce as imperfeições. “Também avalie se está confortável. Uma calcinha apertada durante todo o dia, pode incomodar bastante e marcar seu corpo” alerta Juliana Moraes. “Escolher uma lingerie adequada para o seu tipo de corpo está diretamente ligado ao bem-estar e conforto, respeitando sempre os limites do seu biotipo”, reforça a empresária.

Dica: Entre os dias 7 e 27 de março, a Água Fresca Lingerie desenvolveu uma campanha para renovarmos a gaveta das calcinhas. A ação ocorre  tanto nas lojas físicas quanto na virtual (www.aguafrescalingerie.com.br). Durante esse período,  as clientes levarão mais por menos: quatro modelos pelo preço de três, aproveite e compre o modelo correto para você!

(Via assessoria)