Livro resgata arte de rua da Belo Horizonte do início dos anos 2000

Em ‘Pele de Propaganda’, Luiz Navarro documenta e analisa a produção de lambes (cartazes) e stickers(adesivos)

Pele de Propaganda Lambes de Estandelau, Xerelll, Desali e Red Nails Crédito Warley Desali 01O livro “Pele de Propaganda: lambes e stickers em Belo Horizonte [2000-2010]”, do jornalista e coeditor da revista “A Zica” Luiz Navarro, será lançado no dia 7 de abril, quinta-feira, às 20h30, no Sesc Palladium (avenida Augusto de Lima, 420, centro), na capital mineira. O lançamento será precedido de um bate-papo, a partir das 19h, com a participação do autor e dos artistas Comum, Davaca, Desali e Xerelll, quatro dos criadores relacionados na obra. O evento tem entrada gratuita e o livro estará à venda por R$20.

Derivados da linguagem do grafite, lambes e stickers são suportes em papel de tamanhos variados, cartazes afixados com grude ou adesivos autocolantes feitos para serem espalhados pela rua, em muros, fachadas ou mobiliários urbanos. Assim como outras metrópoles globais, Belo Horizonte viveu uma intensificação dessa prática na primeira década dos anos 2000. Luiz Navarro, que colou lambes e stickers na capital mineira nesse período, partiu da própria experiência para realizar a documentação e o estudo dessa produção reunidos em “Pele de Propaganda”.

“Pele de Propaganda” organiza-se em duas partes: uma análise no contexto da teoria e da história da arte e um glossário com termos e conceitos, técnicas e procedimentos, relação dos principais artistas e grupos, espaços, fatos e eventos que tiveram importância simbólica. Estão lá locais como o Ystilingue, espaço autônomo no edifício Maletta que reunia diferentes grupos de discussão, ao lado de ações como o happening Vacas Magras – paródia da Cow Parade.

Luiz Navarro, autor do livro Pele de Propaganda. Credito Carlos Hauck_MG_8556A obra é ilustrada por fotografias feitas pelos próprios artistas, a maioria disponibilizada em sites como Flickr e Fotolog, este recentemente desativado, plataformas utilizadas para divulgarem seu trabalho e conhecerem seus pares. “O livro surge como uma possibilidade de valorizar, difundir e dar alguns parâmetros para o conhecimento dessa produção que, apesar de efêmera por essência e muitas vezes anônima, não precisa e não deve ser esquecida”, justifica o autor.

Além da efemeridade – diante da ação do tempo, da publicidade e de pessoas que podem rasgar ou cobrir lambes e stickers – e do anonimato – na recusa em assinar os trabalhos, outra característica criativa apontada e analisada por Navarro é a experiência enquanto criação, considerando-se o desafio de encarar o agressivo ambiente público da cidade como uma ação performática e corporal, seja de artistas ou de passantes. O autor também destaca duas características socioculturais: o uso das novas mídias e da internet – articulando-se redes e vivenciando-se o espaço virtual como extensão das ruas – e a formação de uma identidade cultural jovem, urbana e idealista, fazendo do livro também um pequeno manual para quem queira se iniciar em ou se inteirar dessa prática, como professores.

Com tiragem de 600 exemplares, “Pele de Propaganda” foi realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte e da Fundação Municipal de Cultura. O livro, na íntegra, estará disponível on-line a partir de 8 de abril, no site www.peledepropaganda.com.br.

Sobre o autor

Luiz Navarro tem 32 anos, nasceu e vive em Belo Horizonte. É jornalista e especialista em Artes Plásticas e Contemporaneidade pela Escola Guignard da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). No início dos anos 2000, colou stickers e lambes pelas ruas de Belo Horizonte, sob a alcunha de Culundria Armada, dupla formada com João Perdigão, com quem edita, desde 2010, a revista A Zica, uma publicação colaborativa de ilustrações e quadrinhos. Ministra palestras e workshops sobre arte de rua, intervenção urbana e publicações independentes.

Serviço

Lançamento do livro “Pele de Propaganda: lambes e stickers em Belo Horizonte [2000-2010]”, de Luiz Navarro

Data: 7 de abril, quinta-feira

Horário: Bate-papo com autor e convidados, às 19h; lançamento, às 20h30

Local: Sesc Palladium – Foyer – Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, Belo Horizonte. Telefone: (31) 3270-8100

Entrada gratuita. O livro estará à venda por R$20, apenas em dinheiro.

Página de evento no Facebook: www.facebook.com/events/1685152771752807

Site

O livro, na íntegra, estará disponível on-line a partir de 8 de abril, no site http://www.peledepropaganda.com.br.

Sinopse

“Pele de Propaganda” aborda a produção de lambes e stickers de rua em Belo Horizonte na década de 2000, pelo olhar de um dos artistas que atuaram na cidade, o jornalista e coeditor da revista “A Zica” Luiz Navarro. O livro apresenta artistas, coletivos, técnicas e procedimentos, relacionando essa produção a referências de outros movimentos artísticos e políticos ao longo da história. Para esses criadores, as ruas da capital se tornaram espaço de encontro, troca, eventos e discussões, um ambiente propício para a formação de uma identidade cultural espontânea, radical e potente.