A Grazi também é uma das adeptas do corte. Instagram/Reprodução

Como cuidar dos cabelos no inverno

Confira o que é tendência nesta estação e os cuidados para os fios ficarem saudáveis apesar do tempo frio

Para ficar bonita o ano todo, é preciso cuidar dos cabelos da forma que a estação do ano pede. No inverno, os fios sentem o clima mais seco e precisam de alguns cuidados especiais. “O ar frio, o vento, tudo isso aumenta a porosidade dos fios. A gente indica uma máscara de nutrição e o uso constante de óleos reparadores”, explica o cabeleireiro Edson Roterdam, do Instituto de Beleza Eliza Martins.

Segundo ele, os óleos reparadores devem ser utilizados diariamente. “É um produto que dá movimento, tira o frizz e controla o volume indesejado, mas sem deixar o cabelo com aspecto de emplastado, de oleoso. O óleo é como se fosse um filtro solar, deve ser usado diariamente. E a nutrição semanal é muito importante nesta época”, destaca.

Tendência

A Grazi também é uma das adeptas do corte. Instagram/Reprodução
A Grazi também é uma das adeptas do corte. Instagram/Reprodução

O corte long bob, que fez muito sucesso em 2015 até mesmo entre as famosas, segue como tendência fazendo a cabeça da mulherada no inverno. “O long bob é um corte que mantém o cabelo com linhas inteiras, porém com movimento nas pontas. É um corte mediano que fica um pouco abaixo do ombro, não é um corte curto”, diz Roterdam. (A Giovanna Ewbank, na foto acima, é uma das que adotou o visual já faz um bom tempo!)

Ele explica ainda que o long bob busca valorizar o estado natural dos cabelos. “As linhas lembram o estilo ‘natural life’, que tem corte e tem movimento, mas não tem aquela cara de que foi cortado no salão. É um cabelo mais natural”, destaca o profissional.

Aquela ideia de que no inverno se usa cabelo comprido e que o curto combina mais com o verão já caiu por terra há muito tempo. Segundo o cabeleireiro, não se usa aquele corte muito comprido na estação fria. “Usa-se sempre linhas mais inteiras, valorizando o formato do rosto e a simetria”, pontua.

Na hora de escolher o corte, a dica é ouvir um especialista que vai buscar o melhor de acordo com o estilo de vestir e com a simetria do rosto de cada cliente individualmente. “Se a pessoa não cuida muito do cabelo, a gente não faz corte mirabolante, senão ela sai linda do salão, mas não consegue arrumar o cabelo em casa. Então a gente tenta valorizar o que ela tem, o seu jeito de ser e como é o seu dia a dia”, afirma Roterdam.

Volumosos

Para os cabelos mais cheios, a recomendação é respeitar o formato do fio e não fazer química muito agressiva. “Para o cabelo mais crespo e volumoso, a gente indica as químicas mais leves, que só disciplinam o cabelo. A gente incentiva as clientes a manterem o cabelo original e a usarem produtos para valorizar os cachos. Para cuidar, nós indicamos os cremes a base de geleia que conseguem umidificar o cabelo, não são oleosos nem desencadeiam problemas no couro cabeludo como caspa”, completa o especialista.

(Fonte: Jornal O Tempo / Renata Abritta / 03/07/2016)